Mostra de cinema de Ibitipoca

Um vilarejo charmoso e bucólico com ruas de pedra, casario simples e colorido, igrejas coloniais, bares, restaurantes e pousadas descolados, além de ser porta de entrada para uma das mais belas reservas naturais do país, o Parque Florestal Estadual de Ibitipoca, com grutas, riachos, cachoeiras, pássaros e rica vegetação. Uma beleza de fazer acelerar o coração. Esse foi o cenário da primeira Mostra de Cinema de Ibitipoca, o distrito de Conceição do Ibitipoca, em outubro de 2018. Durante três dias foram exibidos 32 filmes, entre longas e curtas metragens, com destaque para o premiado “Benzinho”, de Gustavo Pizzi.

 

A curadoria da primeira edição ficou por conta de Mariana Musse e Pedro Nogueira, que priorizaram a diversidade das produções em ficção, documentário e animação. A programação contou ainda com duas oficinas de audiovisual, cortejos circenses, atrações musicais todas as noites, feira de artesanato e gastronomia local, tudo gratuitamente ao público.

 

O evento é uma promoção da Mantiqueira Produções, com o patrocínio da Comuna do Ibitipoca e direção artística de Maíra Delgado.

 

Cinema sem fronteiras

A programação da Mostra de Cinema de Ibitipoca inclui ainda uma proposta muito interessante, que é levar a sétima arte às cidades e vilas do entorno de Conceição do Ibitipoca, é a Mostra Itinerante de Cinema, com oficinas para crianças e jovens, e exibição, é claro, de filmes. Tudo apresentado por uma trupe  formada por músicos, vjs, cinegrafistas, arte-educadores e artistas circenses.

A Mostra Itinerante de Cinema 2018 proporcionou às crianças e adolescentes de Bias Fortes, Lima Duarte e do distrito de São José dos Lopes, a oportunidade de aprender um pouco sobre a magia do cinema. Eles puderam ter um contato mais próximo com a arte e a cultura. Na ocasião, os  músicos locais se apresentaram tocando seus instrumentos acompanhados de uma boa cantoria.

 

Sustentabilidade

A Mostra de Cinema tem como princípio adotar ações sustentáveis que contribuam para um planeta melhor. Priorizando o artesanato, artistas e a gastronomia locais, com produtos  orgânicos, não industrializados, tudo da região, além da coleta seletiva de lixo e reciclagem.

 

Deixe seu recado!